quinta-feira, 5 de junho de 2008

Vídeo mostra “conexões internacionais” de crackers brasileiros

Para obter senhas bancárias em um golpe online, criminosos usam servidores nos Estados Unidos, China, Rússia e Inglaterra, entre outros países

Você tem idéia de como funciona um simples e-mail de phishing? Não? Pois é muito mais complexo do que você imagina. Para obter senhas e dificultar a identificação de seus rastros, os criminosos da internet utilizam em um único ataque servidores espalhados por várias partes do mundo.

Um bom exemplo disso foi disponibilizado em vídeo pela empresa de segurança Sophos. Nele, a companhia mostra de forma simples e didática (com ajuda do Google Earth) como um criminoso, com a ajuda de um e-mail que prometia imagens de Britney Spears nua, utiliza servidores em países como Estados Unidos, China, Rússia e Inglaterra, entre outros, para receber por e-mail os códigos confidenciais no Rio de Janeiro.

Para conferir as etapas dessa viagem às “conexões internacionais” dos crackers brasileiros, clique no vídeo abaixo.
video

Nenhum comentário: